Notícias

descriacao curta
14 MAI 2013

Da boca das crianças

...Nestas últimas semanas, estivemos encontrando crianças de bairros e classes sociais diferentes: meninos e meninas de escolas de Sesc Santo Amaro, da Casa do Livro Infantil de Olinda e da Escola Polichinelo.

Aproximadamente as mesmas faixas etárias, (de seis a nove anos), os mesmos olhinhos brilhantes ao ouvir contar histórias, o mesmo desejo de participar, de interpretar, de acrescentar algo à história que estão ouvindo.

E depois, depois, gente quando pedimos que escrevam sobre a leitura, sobre as palavras, escutar ou ler frases indicando que nem tudo ainda está perdido, que o “emburrecimento geral pelo qual passa a humanidade”, conforme escutei outro dia de um sociólogo, pode se evitado ou pelo menos atenuado. Eis algumas dessas frases infantis: “A gente lê para aprender a usar palavras”. “Quando a gente lê, o mundo fica mais bonito”. “O livro me faz pensar e até ficar emocionada”. “O livro é uma Tv dentro da cabeça”. Quando leio eu viro um pássaro”. O livro é um astronauta que viaja pela nossa mente”. “A gente sai do lugar sem sair do lugar quando lê”.  Verdade: da boca das vcrianças vem o perfeito louvor, como diz a bíblia.